VOCÊ PERDEU SEUS DETALHES?

Te ajudamos

CONHECER SUA PATOLOGIA CAPILAR

Seu cabelo está vivo, cuide dele!

Encontre sua patologia e você saberá melhor qual tratamento é o mais indicado.

alopecia

Perda de cabelo anormal (calvície)

A alopecia androgenética (AAG) é o tipo mais comum de calvície na sociedade e afeta homens e mulheres. É uma desordem do cabelo que causa a perda ou redução da densidade do cabelo devido a fatores genéticos e hormonais. Além disso, a má nutrição e o processo natural de envelhecimento dos cabelos podem levar à alopecia.

A alopecia masculina pode começar após a puberdade e continuar progressivamente ao longo do tempo, piorando com o aumento da idade.

Quando se desenvolve, os folículos do couro cabeludo iniciam um processo de miniaturização através do qual o cabelo diminui de tamanho e se torna mais frágil, provocando sua queda. Este processo será em maior ou menor grau dependendo da sensibilidade dos folículos aos hormônios androgênicos, cuja função é estimular o desenvolvimento das características sexuais masculinas. No caso dos homens, a di-hidrotestosterona (DHT) é o principal andrógeno que afeta negativamente o folículo piloso.

As zonas capilares que são especialmente danificadas como resultado desse distúrbio são o frontal e o parietal.

El TRATAMENTO RECOMENDADO Consistiria nos seguintes passos:

  • 1º - realiza um PEELING
  • 2º - aplicação de CHAMPÚ (escolha um dos dois)
  • 3º - aplique as LOÇÕES (meses 3, cada loção)
  • 4º - MANUTENÇÃO

Apesar do que se acredita, a alopecia androgenética típica dos homens pode afetar as mulheres, porque elas também produzem andrógenos, embora em menor quantidade do que os homens. Normalmente, aparece após a chegada da menopausa e causa um efeito colateral negativo no nível psicológico.

No caso das mulheres, o processo de miniaturização dos folículos origina-se de uma evolução muito mais lenta que enfraquece e afina o cabelo, de modo que a alopecia se apresenta de forma mais difusa que a masculina e geralmente não atinge fases. tão avançado.

El TRATAMENTO RECOMENDADO Consistiria nos seguintes passos:

  • 1º - realiza um PEELING
  • 2º - aplicação de CHAMPÚ (escolha um dos dois)
  • 3º - aplique as LOÇÕES (meses 3, cada loção)
  • 4º - MANUTENÇÃO

É uma doença capilar que consiste na perda de pêlos em áreas muito localizadas do couro cabeludo ou outras partes do corpo, provocando o aparecimento de áreas parciais sem pêlos de aspecto arredondado ou oval que não apresentem sinais de inflamação ou erupção. Esta queda acentuada deve-se à interrupção da fase anágena do cabelo (crescimento) de forma abrupta, alterando o ciclo capilar. É então quando o cabelo vai diretamente para uma fase telógena (repouso), que produz sua queda.

A alopecia areata aparece como resultado de fatores genéticos hereditários e distúrbios autoimunes, que ocorrem quando o sistema imunológico ataca e destrói o tecido do corpo saudável de maneira errada. Além disso, essa patologia capilar está relacionada a distúrbios psicossomáticos temporários, como traumas, estresse ou depressão. Deve-se notar que este é um processo reversível se tratado adequadamente.

Existem dois tipos de alopecia areata:

A alopecia difusa geralmente aparece inesperadamente, afetando a pessoa em um tempo de reação muito curto. Ao contrário da alopecia areata, ela não segue uma ordem lógica e se manifesta de forma muito irregular, sem seguir um padrão de calvície, de modo que a perda de cabelo não é tão evidente como em outras condições de cabelo. Existem alguns casos mais graves em que a pessoa pode perder todo o cabelo, embora não seja o mais frequente. Felizmente, é um processo reversível.


É uma doença causada especialmente por desequilíbrios hormonais, como diabetes ou hipertiroidismo, mas também pode se desenvolver quando sofre de algum cenário de estresse ou depressão ou devido aos efeitos colaterais de alguns medicamentos.

Existem vários tipos de alopecia difusa:

Durante a gravidez, o corpo experimenta níveis muito altos de estrogênio e progesterona. Este fato faz com que o cabelo seja mantido continuamente em uma fase ativa de crescimento (anágena). Após o parto, os hormônios se reequilibram de volta ao seu estado natural e, portanto, o crescimento do cabelo é severamente interrompido. É a partir daí, quando o cabelo começa a fase telógena (repouso), produzindo uma maciça perda de cabelo.

É um processo fisiológico completamente natural e reversível que faz parte da gravidez e das alterações hormonais que isso acarreta.

El TRATAMENTO RECOMENDADO Consistiria nos seguintes passos:

  • 1º - realiza um PEELING
  • 2º - aplicação do SHAMPOO
  • 3º - aplicar LOTION (3 vezes por semana, por 4 meses)

Da mesma forma que após o parto, a mulher sofre um desequilíbrio hormonal muito forte da menopausa. A progesterona e o estrogênio são reduzidos consideravelmente e começam a aumentar os hormônios masculinos, especialmente a diidrotestosterona (DHT), que ataca diretamente o folículo piloso.

El TRATAMENTO RECOMENDADO Consistiria nos seguintes passos:

  • 1º - realiza um PEELING
  • 2º - aplicação de CHAMPÚ (escolha um dos dois)
  • 3º - aplica as LOÇÕES (durante o tempo indicado para cada uma)

A tireóide é uma glândula localizada na região do pescoço, especificamente acima da traquéia, e sua função é secretar hormônios que regulam múltiplas funções do metabolismo, incluindo o crescimento do cabelo. Quando esta glândula tem um funcionamento anormal, pode desencadear o que é conhecido como hipertireoidismo ou hipotireoidismo.

No caso do hipertireoidismo, a glândula tireoide produz um excesso de segregação dos hormônios tireoidianos, que causam uma aceleração do ciclo capilar e, consequentemente, uma queda mais precoce e abrupta. Com relação ao hipotireoidismo, ocorre o inverso, ou seja, a tireoide trabalha em ritmo mais lento que o normal e há uma atividade insuficiente da segregação hormonal T3 e T4. O resultado é uma redução da fase anágena do cabelo (crescimento) e um alongamento da fase telógena (repouso). Ambas as patologias são tratadas para restaurar o cabelo ao seu estado natural.

El TRATAMENTO RECOMENDADO Consistiria nos seguintes passos:

  • 1º - realiza um PEELING
  • 2º - aplicação de CHAMPÚ (escolha um dos dois)
  • 3º - aplica as LOÇÕES (durante o tempo indicado para cada uma)

Após uma febre prolongada de aproximadamente 39 em doenças virais ou septicemia, um aumento na porcentagem de folículos capilares na fase telógena (repouso) pode ser observado, levando à perda de cabelo. Estes sintomas normalmente continuam até um mês depois da febre alta mas, depois, recupera-se completamente.

El TRATAMENTO RECOMENDADO Consistiria nos seguintes passos:

  • 1º - realiza um PEELING
  • 2º - aplicação de CHAMPÚ (escolha um dos dois)
  • 3º - aplica as LOÇÕES (3 vezes por semana, durante 3 meses)

É um tipo de alopecia causada por fatores externos que danificam o folículo piloso, como agentes químicos, intervenções cirúrgicas ou trauma físico. Se o traumatismo no folículo é muito agressivo e o destrói, não há possibilidade de um novo crescimento de cabelo naturalmente.

El TRATAMENTO RECOMENDADO Consistiria nos seguintes passos:

  • 1º - realiza um PEELING
  • 2º - aplicação do SHAMPOO
  • 3º - aplica as LOÇÕES (3 vezes por semana, durante 3 meses)

Alguns medicamentos podem causar uma agressão muito direta no folículo piloso, acelerando sua fase telógena (repouso). Devido a isso, o cabelo cai de forma abrupta e maciça. Estes são medicamentos agressivos que são usados ​​em tratamentos complexos, como quimioterapia ou radioterapia. Normalmente, é uma condição reversível que cessa quando a medicação que causa a perda de cabelo termina.

El TRATAMENTO RECOMENDADO Consistiria nos seguintes passos:

  • 1º - realiza um PEELING
  • 2º - aplicação do SHAMPOO (escolha um dos dois)
  • 3º - aplica as LOÇÕES (durante o tempo indicado para cada uma)

Alopecia temporária pode ser devido a estresse, má alimentação ou simplesmente sazonal.

El TRATAMENTO RECOMENDADO Consistiria nos seguintes passos:

  • 1º - realiza um PEELING
  • 2º - aplicação do SHAMPOO
  • 3º - MÁSCARA
  • 4º - aplica a LOÇÃO (3 vezes por semana)

SEBORRHEA

Aumento da secreção de glândulas sebáceas

A seborréia consiste em um aumento patológico da secreção produzida pelas glândulas sebáceas do couro cabeludo, cuja função é criar uma película protetora para prevenir infecções e agressões externas. Este excesso de secreção ou gordura dá ao cabelo um aspecto demasiado brilhante, reto e untuoso, dando origem a uma sensação errada de sujidade. Entre as causas que causam a seborréia estão desequilíbrios hormonais, fatores genéticos, desequilíbrios do sistema nervoso e o uso de certas drogas.

DERMATITE DE SEBORRÉIA

Também conhecido como eczema seborréico

Consiste em uma erupção no couro cabeludo que causa coceira e vermelhidão da pele como resultado da produção excessiva de sebo. Além disso, ocorre na forma de escamas brancas e / ou amareladas (descamação), fato que pode causar desconforto e constrangimento para quem sofre.

A principal causa com a qual a dermatite seborréica está relacionada é o fungo Malassezia furfur. Caracteriza-se por preferir áreas com mais gordura e alimentando-se de pele morta. No entanto, esta doença capilar também pode ser causada por uma irregularidade do sistema imunológico.

El TRATAMENTO RECOMENDADO Consistiria nos seguintes passos:

  • 1º - realiza um PEELING
  • 2º - aplicar os ÓLEOS ESSENCIAIS LOÇÃO 3.4.5B SCIENCE-7 DE LUXE (3 vezes por semana, à noite)
  • 3º - aplicação de CHAMPÚ (escolha um dos dois)
  • 4º - aplicar LOÇÃO 1.4 DIXIDOX DE LUXE ANTISEBORRÉIA LOTION (após lavar com xampu, sem enxaguar, 3 vezes por semana)

PIRIEDIA

Mais conhecida como "caspa"

É uma condição do cabelo, popularmente conhecida como "caspa", que afeta o couro cabeludo e se distingue pela presença de descamação acelerada (descolamento em escamas ou folhas da camada superficial do couro cabeludo).

É uma condição do cabelo, popularmente conhecida como "caspa", que afeta o couro cabeludo e se distingue pela presença de descamação acelerada (descolamento em escamas ou folhas da camada superficial do couro cabeludo).

Existem dois tipos de pitiríase:

É a mais freqüente entre a população e é caracterizada por escamas brancas secas e muito finas que se desprendem facilmente do couro cabeludo e podem cair facilmente sobre os ombros. Este tipo de caspa não causa inflamação ou comichão.

El TRATAMENTO RECOMENDADO Consistiria nos seguintes passos:

  • 1º - realiza um PEELING
  • 2º - aplicação de CHAMPÚ (escolha um dos dois)
  • 3º - aplica a LOÇÃO (3 vezes por semana)

A caspa gordurosa é acompanhada de sebo, de modo que as escamas são presas ao couro cabeludo. Nesse caso, o peeling é amarelado e, às vezes, causa coceira e ardência. Se não for tratada, pode levar à alopecia.

El TRATAMENTO RECOMENDADO Consistiria nos seguintes passos:

  • 1º - realiza um PEELING
  • 2º - aplicação de CHAMPÚ (escolha um dos dois)
  • 3º - aplica a LOÇÃO (3 vezes por semana)

PSORÍASE

Doença de pele que produz lesões escamosas

Apesar de compartilhar muitos sintomas com a dermatite seborréica, ela difere dessa por ter escamas mais grossas, secas e prateadas, além de manchas vermelhas que podem se estender além da linha do cabelo. A pessoa que sofre também pode sentir dor.

Sua causa pode ser causada por distúrbios do sistema imunológico, que atacam células e tecidos saudáveis. É também uma patologia persistente e mais difícil de tratar do que a dermatite seborréica.

El TRATAMENTO RECOMENDADO Consistiria nos seguintes passos:

  • 1º - realiza um PEELING
  • 2º - aplicar os ÓLEOS ESSENCIAIS LOÇÃO 3.4.5B SCIENCE-7 DE LUXE (3 vezes por semana, à noite)
  • 3º - aplicação de CHAMPÚ (escolha um dos dois)
  • 4º - aplicar CREAM 007 MIRACLE SKIN CONTROL CREAM (todas as noites, na área afetada)
  • 5º - aplica a LOÇÃO (todas as manhãs)

Hiperidrose

A transpiração excessiva

Quando a temperatura do corpo é alta, o sistema nervoso ativa as glândulas sudoríparas como um mecanismo para regular a temperatura corporal. No entanto, quando a quantidade de suor que é liberada é excessiva ou ocorre mesmo em uma temperatura normal do corpo, uma condição chamada hiperidrose se desenvolve. Pode aparecer em diversas áreas do corpo, inclusive na zona capilar, atingindo diretamente a vida social da pessoa que sofre dessa condição.

Existem várias causas que podem causar e agravar a hiperidrose: desequilíbrios hormonais e neurológicos, transtornos de ansiedade e estresse, menopausa, doenças cardíacas, câncer ou hipertireoidismo, entre outros.

Você quer conhecer o problemas relacionado ao cabelo.
Se o seu cabelo precisa reparação e nutrição clique

ESCALADA